Marcel Proust – leituras

marcel-proustProvavelmente, a resenha de “O Amor de uma Boa Mulher” foi a última do ano. Isso porque estou lendo “À Sombra das Raparigas em Flor”, o volume 2 de “Em Busca do Tempo Perdido”, de Marcel Proust. Acredito que acabarei a leitura até o final do ano. Isso porque são 641 páginas de Proust, mais umas 20 de posfácio. Além disso, não tenho todo o tempo que gostaria de ter para minhas leituras (se bem que entro em férias sexta-feira!). Mas não, não tenho pressa para terminar “À Sombra das Raparigas em Flor”. Ler Proust é uma delícia.

**

Semana passada, comprei mais dois volumes de “Em Busca do Tempo Perdido”: o 4, “Sodoma e Gomorra”, e o 7, “O Tempo Redescoberto”. Quando pedi todos os livros do Proust que havia na livraria, o atendente ficou surpreso e disse em sua maior curitibanice: “Poxa, você tá na pira, hein?”. Respondi a ele que está cada vez mais difícil encontrar os exemplares da Biblioteca Azul, então quero garantir logo os meus. A verdade, no entanto, é que talvez eu realmente esteja numa (boa) pira mesmo. A narrativa de Proust me fascina. Descobrir e redescobrir significados de episódios da vida resgatados involuntariamente pela memória é enigmático – e é isso que encontro na literatura do escritor francês. Se eu não tivesse muita coisa para fazer da vida, poderia passar horas e horas com meu livro, anotando em um caderninho tudo aquilo que chama minha atenção e que quero lembrar posteriormente.

**

Dizem que ler Proust é muito difícil. O melhor conselho que ouvi foi que temos que ler Proust em voz alta para não nos perdermos na leitura. Testei o método e, bem, funciona (você fica sentindo-se meio imbecil, mas funciona). O fato é que “Em Busca do Tempo Perdido” é o único livro que consigo ler apenas em condições da mais absoluta tranquilidade. Geralmente, ouço música para exercer atividades que exijam concentração – como escrever e ler. Posso ler um livro ouvindo música e não me dar conta de que músicas tocaram enquanto eu lia. E, em condições caóticas ou extremamente irritantes, posso abrir um livro e me desconectar de todo o resto. Posso ler em pé dentro de um ônibus lotado, em filas de banco, em hospitais, em aeroportos com dezenas de voos atrasados e centenas de passageiros reclamando. Mas Proust não. Para ler Proust, preciso de relativo silêncio, do meu sofá confortável e da minha vontade de me transportar para a realidade do autor.

**

O Globo News Literatura dedicou um programa sobre Marcel Proust e os 100 anos de “Em Busca do Tempo Perdido”. Vale a pena.

**

Também estou lendo “Como Proust Pode Mudar Sua Vida”, do filósofo Alain de Botton. Interessantíssimo! O autor mostra como os sofrimentos de Proust (que era homossexual, asmático e sem sucesso literário – seus livros obtiveram sucesso  apenas depois de sua morte) podem nos ensinar a lidar com as mais diversas frustrações da vida. Ok, parece autoajuda, mas não é. São reflexões sobre a vida que todos nós deveríamos fazer.

Anúncios

6 comentários

  1. Tipo quase chorei ao ver teu post!!
    hehehhe
    Estou há algumas semanas com meu No caminho de Swan compradinho, me esperando. Vou iniciar 2014 com ele. E na mesma vibe… lentidão, paz e conforto pra ler.
    Pois já tinha começado no Kobo, e percebi que era uma leitura diferenciada.. como haveria de ser! Não é um livro pra leitura digital, há muitos post-it pra serem anotados e colados no livro.
    Sobre comprar os demais.. pra ter a coleção bonitinha da Ed. Globo: estou considerando seriamente! 😀

    Plano de 2014 e de vida: Proust.

    Bjo grande! Te sigo always.. tipo every day 😉
    Camilla

    1. Oi, Camilla!
      A experiência de ler Proust é algo bem diferente – e muito, muito bacana. Espero que goste, eu estou adorando.
      Obrigada por seguir o blog. Embora eu não comente muito, sempre visito o seu.
      Beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s